2ª Via de Boleto
DIGITE
Usuário: CNPJ da sua empresa
Senha: Raiz do CNPJ
(8 primeiros números)

Blog da Guaranita

Máscara, a Moda que Salva

08 de setembro de 2020

Traçar um paralelo entre a gripe espanhola e a pandemia do Corona vírus é no mínimo arriscado, mas podemos achar muita coisa em comum.
A gripe espanhola (que de espanhola não tinha nada) foi muito mais agressiva que a Covid 19.


Na época também o conselho de ficar em casa não foi muito seguido, e sim, já haviam as “fake News” ,onde receitas de mingaus milagrosos, chás benevolentes e simpatias corriam soltos e, como nós por aqui em 2020, deixavam as coisas bem mais confusas , mas nada chamou tanto a atenção como o uso das máscaras também como indicação das autoridades de saúde da época.


As moçoilas do início do século XX se esforçavam para engajar este acessório tão odiado no seu dia a dia. E acreditem, não era tão fácil e acessível como agora.

Telefonista da época, créditos: Getty imagens

 

Apareceram máscaras de todo tipo e qualidade, cada uma à sua maneira, desde as que cumpriam a formalidade da obrigatoriedade até as que incluíam, sais aromáticos, ervas, filtros etc.


Em uma sociedade, na época construída através da aparência, associar esta peça ao glamour de sua situação social era imprescindível.

 

Moças andando na rua com máscaras feitas de seus lenços – 1918

 

Desde então o mundo passou por vários “perrengues”, e em tempos de guerra ou de paz, vez ou outra a máscaras de proteção sempre aparece, discreta, regional, sazonal. No Japão e na Coreia elas já fazem parte do guarda-roupa diário há décadas, criando uma tendência. Portando estão há anos luz na frente no quesito criatividade. Este hábito entre japoneses e coreanos está associado a higiene, proteção e respeito.

 

Saída do metro Tóquio Fonte Pinterest

 

Vem do oriente o Kpop , movimento musical jovem vindo da Coreia do Norte que se caracteriza por uma grande variedade de elementos audiovisuais tomando conta do universo musical juvenil.


O KPop com seus grupos de meninos e meninas emplacando nas paradas de sucesso e nos palcos suas músicas e coreografias, incluiu a máscara como referência visual caindo na graça dos fãs muito antes da Pandemia.


Um bom exemplo são as meninas do Kpop High School que se apresentam sempre mascaradas.

 

Grupo coreano grupo High School 2019

 

Conquistando a moçada por aqui, a marca de street wear Kace desde 2017 faz experiências no universo fashionmask e agora em um insite durante a Pandemia lançou a coleção capsula “Social Distancing” inspirada na cultura oriental do Kpop.

 

Kace - Capsule collection ”Social Distancing” 2020

 

Mostrando que ela (a máscara) já vem se pronunciando há algum tempo a na semana de moda de Paris de 2019, apresenta uma moda apocalíptica, quase que uma premonição e abarrota a passarela de modelos e suas máscaras.

 

Marine Serre 2019

 

Marine Serre 2019

 

Assustadoramente indo para esta vibe a Etereshop trouxe em seu Preview 2019 uma coleção cheia de brilhos e adivinha? Máscaras.

 

Etereshop London Edge 2019

 

Etereshop London edge 2019

 

Grandes grifes como Louis Vuitton e Chanel não quiseram ficar de fora e lançaram suas próprias versões que rapidamente se tornaram objeto de desejo dos fashionistas. Caras, porem garantindo luxo e segurança.

 

Instagramer Marassulov usando sua máscara Louis Vuitton

 

Máscara Chanel

 

A necessidade de proteção também alavancou o estudo de novos têxteis, que prometem matar o vírus do Corona, uns de poliéster com elementos de prata e zinco criando um campo elétrico, outros através de calor, entre outras experiencias tecnológicas oferecem um pouco mais de segurança em momentos tão difíceis.


Pesquisadores da empresa paulista Nanox em conjunto com a FAPESP, desenvolveram um tecido com micropartículas de prata que garante matar em dois minutos 99,9% dos vírus que entrarem com contato com sua superfície.


Não podemos negar que com a moda estacionada no ano de 2019 este acessório é um salvador de vidas e de empresas que conseguiram se manter durante a crise gerada pelo fechamento do comercio graças a confecção e venda de máscaras.
Tem modelos para todos os gostos e bolsos, desde a feita com filtro de café até as luxuosas. Marcas como a sueca Airnium AB e a coreana Vogmask estão com seus estoques de máscaras Hipe esgotados por três meses e a média de preços variam de 200 a 1000 dólares a unidade. E os baixinhos? Para estes o mundo não se tornou menos lúdico, eles podem se sentir o Homem aranha, Super homem, Mulher maravilha, Unicórnio, desfrutando da proteção associada a brincadeira.

 

Pinterest

 

Com ela podemos nos transformar em super. heróis, homenagear nosso time do coração, virar figura bizarra ou engraçada, personagem da nossa série preferida. Tanto faz, use a que mais te deixa feliz, já que faz parte do nosso novo normal, arrase com sua máscara.

 

 

<< post anterior

Tutorial

Veja todos os Tutoriais
CONTATO